Solicite um orçamento agora ou ligue (11) 2682-4149 / (11) 2685-2041

ASFALTO FRIO???

Confira algumas dúvidas sobre o asfalto frio PAVFACIL

Dúvidas

Saiba mais sobre Dúvidas

  • Asfalto frio PAVFACIL é ecológico?
    • Sim! Estima-se em centenas de milhões o número de carcaças de pneus velhos descartados anualmente. Só no Brasil, são mais de 30 milhões de pneus inservíveis por ano. Como somente uma pequena parcela é reaproveitada, o resíduo sólido e seu destino, como combustível ou descartado na natureza, tornou-se uma questão ecológica de difícil resolução, pois pneus inservíveis apresentam uma série de problemas, desde a degradação lenta e o formato de difícil armazenamento, até a necessidade de cuidados especiais de armazenagem e deposição. Segundo a Norma Brasileira 10.004 da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), os pneus são considerados resíduos classe III (resíduos inertes) em relação ao risco de sua degradação ao meio ambiente.

      Devido à sua composição química, o pneu é um produto de fácil combustão, podendo causar incêndios de difícil controle em aterros e liberando nessas ocasiões no solo, no ar, e no lençol freático gases e óleos tóxicos e cancerígenos. Por essa razão, a queima de pneus a céu aberto é uma atividade proibida no Brasil e na maioria dos países do mundo.

      Além dos riscos já expostos, as carcaças expostas a céu aberto têm o inconveniente sanitário de servirem como foco de proliferação de insetos e roedores, dificultando o controle de doenças como a dengue, a malária e a febre amarela, constituindo assim, também uma grave ameaça à saúde pública.

      No Brasil, a importação de pneus usados, inclusive os reformados, é proibida conforme o Artigo 40 da Portaria SECEX nº 14, de 17 de novembro de 2004. Mesmo assim, aproximadamente 11 milhões de carcaças são trazidas para o país, com licenças conseguidas em artifícios judiciais. Além disso, os tratados do Mercosul permitem a importação de pneus recauchutados do Uruguai, absorvendo, desta forma, resíduos provenientes também da Europa.

      Por todas estas razões, o descarte de pneus é hoje um problema ambiental grave ainda sem uma destinação realmente eficaz.

      Nas últimas décadas, buscou-se integrar de for-ma ecológica esse resíduo. Entre os processos de reaproveitamento, a adição de granulados de borracha provenientes de pneus velhos às misturas asfálticas tem sido recebida com grande interesse. Diante disso, a PAVFACIL adiciona polímeros provenientes da borracha de pneus reciclados ao asfalto, diminuindo assim a suscetibilidade térmica, aumentando a estabilidade do pavimento em altas temperaturas e diminuindo o risco de fraturas e trincamentos em baixas temperaturas. Além disso, confere maior resistência às ações da chuva e proporcionam melhor adesão ao agregado asfáltico.

  • Comparação entre PAVFACIL e C.B.U.Q. comum.
    • É importante observar que é difícil adquirir pequenas quantidades do produto convencional (CBUQ), sendo necessário esperar o acumulo de valas, buracos para viabilizar a aquisição. Outro problema é o descarte, o que gera despesas de aquisição de material que não foi utilizado (desperdício) além de não poder ser aplicado em dias de chuva gerando ociosidade de equipamento e equipe. Considerando todos estes fatores, quando utilizado o ASFALTO FRIO PAVFACIL o ganho em produtividade é de aproximadamente 50% em tempo, custo e quantidade de buracos tapados.

  • O que é C.B.U.Q.?
    • O CONCRETO BETUMINOSO USINADO A QUENTE (CBUQ) é um composto de um agregado miúdo (areia), agregado graúdo (brita) e um ligante (CAP – Cimento Asfáltico de Petróleo), obtido da destilação fracionada do petróleo. A mistura dos agregados com o ligante é realizada a quente em uma usina de asfalto. O CBUQ usinado a Quente é aplicável a quente, respeitando o limite mínimo de segurança de aplicação em 110°C.

  • O que é o aditivo?
    • Consiste num composto a base de polímeros provenientes da borracha de pneus reciclados, que por sua vez tem a finalidade de diminuir a suscetibilidade térmica do pavimento, aumentando a estabilidade em altas temperaturas e diminuindo o risco de fraturas e trincamentos em baixas temperaturas. Além disso, confere maior resistência às ações da chuva e proporcionam melhor adesão ao agregado asfáltico, dispensa o uso de emulsão, e atribui ao asfalto a propriedade da cura somente por compactação, proporcionando a liberação imediata do trânsito.

  • Posso aplicar o asfalto frio PAV FACIL em ambientes úmidos ou molhados?
    • Sim, e o asfalto frio PAVFACIL também pode ser aplicado em qualquer condição climática, em qualquer temperatura.